O pinheiro-bravo também é uma cultura importante em outros países, onde existem práticas silvícolas que podem ser replicadas ou adaptadas às nossas condições.

Ao longo de 4 semanas, demos a conhecer melhor a realidade do pinheiro-bravo na Galiza, Castela e Leão, Aquitânia e Austrália.

Semanalmente, todas as quintas-feiras, às 11 horas, no canal de youtube do Centro PINUS, de 15 de outubro a 5 de novembro de 2020, foi disponibilizado um Webinar, com a sequência seguinte.

Webinar 1 –  A Galiza, apresentada por Juan Picos, da Universidade de Vigo – disponível neste link.

Para ter acesso à apresentação de Juan Picos clique aqui.

Webinar 2 –  Castela e Leão, apresentada por Álvaro Picardo, da Junta de Castelo e Leão  – disponível neste link.

Para ter acesso à apresentação de Álvaro Picardo clique aqui.

Webinar 3 – Aquitânia, apresentada por Loïc Cotten, da Alliance Forêts Bois  – disponível neste link.

Para ter acesso à apresentação de Loïc Cotten  clique aqui.

Webinar 4 – Austrália, apresentada por Owen Donovan, Eng.º Florestal com experiência na instalação e gestão de pinhais naquele país  – disponível neste link.

Para ter acesso à apresentação de Owen Donovan  clique aqui.

Dia 12 de novembro de 2020, também às 11 horas, decorreu um Webinar no Zoom, em que os moderadores analisaram e debateram os fatores de sucesso mais interessantes para o nosso país.

O livestream do Webinar final está disponível no link: https://youtu.be/Ka2Yjw-DgfQ

Este ciclo foi uma iniciativa do Centro de Competências do Pinheiro-Bravo e do Centro PINUS.

 

 

Pin It on Pinterest

Share This